terça-feira, 9 de junho de 2009

O JUDOCA

Antes de vir para nossa escola, ele era campeão mundial de judô. Aos 28 anos, no auge da fama, abandonou as competições e veio ensinar no curso secundário. Era tudo o que sabíamos dele. Um sujeito bem humorado, de aspecto saudábem. Nunca se via nele o menor grau de ira ou melancolia, lia quase complusivamente, amava esporte como ninguém. Por isso mesmo largar o judô era algo contraditório com o seu perfil, mesmo virando professor de educação física.

_O que o fizera largar o judô no auge da fama, professor?_Indaguei certa vez. Ele desconversou e disse que sua missão na vida agora era formar novos campeões como ele fora.

Não me convenceu aquele arremedo de resposta, fiquei refletindo sobre o caso sem encontrar lógica alguma. Resolvi, então, investigar por conta própria. o segui até em casa para saber onde morava, anotei o nome da rua e o número.

No dia seguinte, a notícia no jornal: "ex-campeão mundial de judô é preso por furto de mercadorias". O jornal era do ano passado, quando ele realmente estava no topo da carreira. Eu, que até então era um de seus melhores educandos, resolvi não assistir aula naquele dia.

Mostrei o recorte ao delegado, que averigou e encontrou outros furtos em sua ficha corrida. Pouco depois, o professor surgiu. O delegado o recebeu. O professor pôs fim ao mistério, como prevendo que já confiavam dele.

_Seu delegado, hoje cumpri, nesta cidade, meu último dia de serviços prestados por haver cometido alguns furtos no ano passado. Pesso que lique para a delegacia de minha cidade natal para que eu possa voltar.

_Como eu não fui avisado de sua estada aqui?_Indagou o servidor da lei, perplexo.

_Foi um acordo feito com o juiz a través de meu advogado.

_o que o levou a cometer tais atos contra a lei?

_Acontece que, me envolvi com drogas pesadas, me viciei e fiquei depressivo. Justamente um pouco depois de atingir o auge do sucesso. Estou em fase de tratamento. Ninguém está livre de se viciar, e quando nos achamos superomens é que isso ocorre com maior facilidade.

AROLDO FILHO

Pacoti-Ceará

2007


Seguidores

Quem sou eu

Minha foto

Aroldo Filho é Historiador, Literato, Letrista, Professor, Blogueiro, Jornalista Independente, Segurança, Vendedor, já foi Gerente de Vendas e às vezes é Humorista, também já foi Ator Amador  (Representando figuras do folclores católico, tais como Jesus Cristo, Rei-Mago Baltasar, Padre do livro "Os verdes abutres da colina" e São Vicente de Paula além de outros personagens em peças de escola).

1º Lugar em Auto de Natal no Estado do Ceará, atuando na ocasião como o Rei-Mago Baltasar em 2004.

Criador, Idealizador e Presidente do Jornal Delfos-CE (desde 2007).

Criador e Idealizador da Associação Cultural SEMPRE-Segmento dos Estudiosos da Memória e Patrimônio Regional da Serra de Baturité (2008). 

Criador e Idealizador do 1° Arquivo Público do Interior do Nordeste (2009).

2° e 4° lugares,consecutivamente, no 1° e 2° concursos de poesia da comunidade do Orkut "Vamos Escrever um livro?"(2009 e 2010).

Criador da exposição histórica: "PACOTI: UMA HISTÓRIA EM DOCUMENTOS", aprovado pelo Banco do Nordeste (2010). 

Formou-se em Licenciatura Plena em História (2010).

Sócio do Instituto Desenvolver (2011).

Trabalhou para o Governo do Estado do Ceará como pesquisador no Porto do Pecém (2011). 

Ministrou aulas de História, Geografia, Arte, Religião e Ciências em Pacoti e em Guaramiranga, no Colégio São Luís, na Escola Menezes Pimentel, na Escola Linha da Serra e na Escola Monteiro Lobato (entre 2008 a 2017).

2° Lugar em concurso de pensamento na comunidade "Grupo de Poesia" no Facebook (2012).

Participa como um dos autores dos e-books "Por onde andei?" e "Quem sou?" realizados pelo Balcão de Poemas, edição de Wasil Sacharuck.

Publica entrevistas, notícias, contos, crônicas, poesias, fábulas, romances, artigos, peça teatral e letra de música em 32 blogs desde 2005.

Recebeu a Comenda Domitila por Mérito Literário, da SECULDT-Secretaria de Cultura, Turismo e Desporto de Pacoti (2016).

Passou na seleção para o livro "Prêmio Literário Nacional Concurso Novos Poetas", da Editora "Vivara", 250 poetas escolhidos dentre 2.370 inscritos no país. (2016).

Concluiu Pós-Graduação em Gestão Escolar (2016)

Passou novamente na seleção para o livro "Prêmio Literário Nacional Concurso Novos Poetas", da Editora "Vivara", 250 poetas escolhidos dentre 3.207 inscritos no país. (2017).

Teve poesia publicada na Revista Gente de Palavra em fevereiro de 2018.